Conteúdo da aula:

 
Abertura: Puja

O Puja é o ritual de abertura de uma prática de Yoga seja ela praticada em aula ou em casa. É um momento onde damos graças a tudo o que nos acontece e abrimos nossas mentes e nossos corações para as energias da paz, da sabedoria e do Amor. Neste momento, reverenciamos os grandes antepassados do Yoga que nesta infindável cadeia ancestral vem nos transmitindo através das gerações o conhecimento do Yoga. Honramos estes mestres e nos colocamos em conexão com eles na postura mental de humildade e confiança conhecida como Isvara Prani Dana.

Fluxo ou encadeamento de posturas- Vinyasa

Em Yoga, quando uma postura encadeia-se na outra numa seqüência contínua coordenada com a respiração, chama-se de Vinyasa. Um Vinyasa muito utilizado nas escolas de Yoga é o Surya Namaskar ou Saudação ao Sol. Existem muitas formas de praticar a Saudação ao Sol e estas variações ocorrem em ritmo, intensidade, velocidade e tempo de duração. Portanto, Vinyasa não é o nome de uma escola de Yoga e sim o nome de uma técnica do Hatha Yoga.
Vinyasa ou fluxo
é a execução das posturas em cadeia ou movimentação constante, ininterrupta, com a utilização da respiração em coordenação com o movimento para produção de energia. 
O objetivo é mostrar ao aluno que o corpo move-se através de uma ação sinérgica onde a postura anterior prepara a posterior e a posterior, restaura da anterior, técnica conhecida como contra-pose. Nenhum movimento é desperdiçado, todos fazem parte de uma rede única onde o trabalho de cada parte individual do corpo está envolvido em um resultado global.
O exercício desenvolve-se dentro de uma seqüência tecnicamente planejada para este fim.
As posturas sucedem-se dentro desta lógica sinérgica, visando o máximo de desempenho com um mínimo de esforço. Os resultados se fazem sentir no preparo físico, sistema cardiovascular, na correção postural, alinhamento das vértebras, tonificação dos músculos e bem estar físico e mental possibilitando o desenvolvimento da atenção, observação e percepção.

O fluxo é uma forma de meditar em movimento. É o movimento através do silêncio. A lição de um fluxo é o desprendimento da  mente em deixar-se levar e permitir-se fluir com os acontecimentos. É  habilidade em ação com a capacidade de compreender e usar aquele estado especial da mente durante um momento de esforço. O fluxo é a própria respiração. 

Num estágio inicial, o aluno adapta a respiração ao movimento, com a prática, vai compreender que deverá se mover conforme a respiração e desta forma, a respiração torna-se um ato espontâneo, natural durante o fluxo.

Cada postura é ensinada individualmente no seu aspecto biomecânico básico antes de compor o fluxo. O objetivo é mostrar ao aluno como executá-las com total segurança para as articulações através do alinhamento correto dos eixos básicos do esqueleto e a utilização de mecanismos biomecânicos  para proteção de certas áreas vulneráveis como joelhos, coluna lombar e cervical. Estas proteções, selos ou bloqueios, são as bandhas e se constituem de certas contrações musculares específicas.


Hatha Yoga é calor, circulação, força, flexibilidade e atenção. As posturas visam criar estas condições e para tanto, mostra-se ao aluno como usar a força ao invés de "fazer" força através da estabilização do sistema ósseo-muscular e dos mecanismos de proteção de áreas frágeis ( as mencionadas bandhas). Desta forma, o aluno passa a perceber e a vivenciar um novo conceito de força.

Hatha Yoga é contraste entre alta pressão e baixa pressão muscular visando a melhoria do sistema vascular. 

Ensinamos ao aluno  promover esse contraste através da simultânea contração e relaxamento de certos músculos. O aluno aprende a utilizar seu próprio peso físico através de apoios sobre os membros desenvolvendo força e tonos muscular.

Através da circulação as células recebem os nutrientes que lhes são indispensáveis  via transporte dos sinais bioquímicos ( imune transmissores, neuro transmissores e hormônios), concluindo-se com isto, a importância de uma boa circulação para a qualidade de vida. Conforme a nova ciência emergente psico-imunologia, a circulação é a base fisiológica do pensamento sendo assim, melhorando nossa circulação aumentamos a quantidade de consciência circulando no corpo. 



Posturas
de solo

YOGA , diferente dos demais exercícios físicos, não coloca ênfase em atingir metas. Estimula para que os alunos se afinem na maneira pela qual se movem. A atenção extrema que tal observação requer, traz o foco para dentro, sossega e integra a mente e o corpo. 

Após o fluxo, as  posturas são praticadas lentamente, no estilo clássico do hatha yoga, em ritmo estático e com longa permanência em cada uma delas. Há a possibilidade de maior atenção a cada parte do corpo que está entrando em ação. 

O aluno tem a possibilidade de trabalhar mais demoradamente com  seus próprios limites para então  poder transpô-los gradualmente, respeitando sempre sua condição atual. O trabalho com os limites é auto-conhecimento e desperta um tipo de inteligência que é sabedoria.  Num estado de maior quietude interna, os alongamentos serão trabalhados de forma a abrir o corpo através da atenção, do sentir internamente enquanto a mente se mantém no momento presente. O objetivo é mostrar ao aluno como abrir o corpo lentamente , trabalhando nos limites anteriores à dor, sem tensão, sem esforço, sem violência  -ou seja, através da rendição.



Pranayama (respiração)

Pranayamas são técnicas respiratórias do yoga clássico. Ensina-se ao aluno  respirar normalmente, suavemente, sem contrair os músculos do tórax. Ele aprende a usar a respiração para mover-se nos diversos estágios da postura  e para acalmar a si mesmo. A respiração básica é a diafragmática associada á técnica Ujjay (respiração yoguica que produz um som com a passagem de ar pelo céu da boca).

Em formas convencionais de exercícios a tendência freqüente é reter a respiração. Em Hatha Yoga o aluno aprenderá a controlar sua respiração de um modo relaxado e modulado para poder focar sua atenção nas diferentes partes do seu corpo durante as posturas. Aprendendo a fazer isto corretamente, as portas estarão abertas para os benefícios mentais e espirituais desta prática.

Meditação
A aula é iniciada e finalizada com exercícios de 4 minutos de meditação em postura.
Na meditação sentado , ensina-se ao aluno a ficar quieto, silencioso, alinhado, com a coluna reta e focado em si mesmo. Incentiva-se a que preste atenção à respiração, meio pelo qual, será mais fácil acalmar o pensamento.

A respiração une o corpo com a mente e assim, o aluno, mesmo  nos fluxos, passa para um estado meditativo. Toda a prática torna-se meditação e quanto mais difícil o nível do exercício, maior profundidade na meditação deve ser atingida.


parsva Kakásana apresentado por Eloisa Vargas


“Se, por um dia apenas, ou mesmo algumas horas e não raro por apenas alguns minutos, você se permitir mudar, um pouco que seja, em seu ângulo de visão e abordar as questões existenciais de uma posição outra, além daquela que está habituado a vivenciar, isto operará milagres em sua saúde e no meio ambiente"  Levi Leonel

 

home
www.yogabrasil.com.br